Mais qualidade no processo de secagem do café: terreiro suspenso

Você já ouviu falar daquela história que diz que o Brasil é o maior produtor de café do mundo, e no final das contas, nós tomamos um café de péssima qualidade?

Pois bem, em partes isso é verdade, somos sim o maior país produtor do café em grão verde, isto é, sementes do café que serão posteriormente torradas e moídas, e sim, o perfil de consumo de café no Brasil é típico de um país produtor, onde a facilidade de obtenção da matéria-prima pela indústria propicia o surgimento de péssimos hábitos como a utilização de subprodutos do café e a forte presença de impurezas no produto final que chega em nossa mesa.

O café marcou a história da formação do Brasil, sempre foi um produto de forte exportação em nossas terras, por isso talvez se tenha criado este senso comum de que os grãos que ficam por aqui, são a sobra do que mandamos para fora; isso vai além, no final das contas, há um reflexo no imaginário do consumidor que se acostuma a tomar café negro, quente e forte demais — sim eu falo do nosso “cafezinho” de todo dia!

Se observarmos a história do café Espresso no Brasil, por exemplo, concluímos que essa mudança na maneira de apreciar este produto tão brasileiro, mudou muito recentemente e ainda vai mudar. O Espresso traz um diferencial — que não tinha como causar menos impacto em terras tupiniquins— ele é mais caro que o tradicional cafezinho e servido de maneira mais sofisticada, é claro que parece melhor, não? Isso também é relativo…

Outro queridinho do brasileiro é o Capuccino, que só veio a aparecer no Brasil na década de noventa e hoje é também um sucesso em nosso país, embora ainda hajam especialistas que digam que não encontramos um Capuccino bem servido em quase nenhuma cafeteria que vemos por aí nos shoppings, e são caríssimos.

Uma coisa é certa, caro leitor, o que muda a qualidade de um café na atualidade, são as possibilidades sensoriais que ele apresenta em diversos aspectos, isso aliado com integridade presente na produção dos grãos e como o produtor ou a marca lida com essa mudança de perspectiva do consumidor, e busca a sua maneira atender a estas necessidades.

A nova revolução no mercado do café, assim como já acontece com outros tipos de bebidas e alimentos é o da apresentação do produtor diretamente aos consumidores, construir cada vez mais uma relação de transparência é o novo must, até mais que os equipamentos de ponta e os baristas especializados em diversos países.

Dentro desta ideia da transparência na produção, surge a necessidade de um cuidado cada vez maior com todas as etapas da produção do café, os grãos são aqueles que vão ficar lindos, expostos aos consumidores posteriormente na máquina.

Uma fase importantíssima da produção do café é a secagem, por exemplo, que é feita de diversas maneiras utilizando métodos desde os mais tecnológicos, até o bom e velho “terreirão”. Existe uma possibilidade utilizada para a secagem que está diretamente ligada a essa ideia de cuidado com os grãos que falei acima, a construção de um terreiro suspenso para a secagem do café, além de ter uma construção simples e barata, substitui o terreiro tradicional em grande estilo, evita a fermentação dos grãos e proporciona outra apresentação do produto final.

Uma modesta estrutura retangular de madeira (normalmente troncos de eucalipto ou braúna), apoiada sobre pilares de tijolos ou de concreto, sustentado uma armação de arame liso esticado, e telas de malha fina do tipo sombrite, pode transformar a qualidade da secagem dos grãos, evitando a fermentação da polpa do grão, distanciando o produto do contato direto com o solo do terreiro, por exemplo, além de a água da chuva e do orvalho escorrerem pela tela, evitando umidade nos grãos, reduz no fim a mão de obra, reduz o custo geral  e o tempo da secagem, quer mais?

E aí, o que ta esperando para tomar um cafezinho? Uma semana cheia de energia e realizações a todos.

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp

Deixe um comentáro

Fechar Menu
×

Carrinho